Juventude Lixo Zero

Por Letícia Maria Klein •
11 novembro 2014

O que é lixo pra você? Se considerarmos que lixo é aquilo que “jogamos fora”, então temos uma grande parte de matéria orgânica (restos de comida, cascas de frutas, talos de verduras) e outra grande parte de plásticos, metais, vidro, papel e mais alguns. Como matéria orgânica pode ser composta e virar adubo e a maioria dos outros materiais pode ser reciclada, voltando para a cadeia produtiva, o tal lixo que a gente produz é, na verdade, muito útil! De lixo mesmo, só uma mísera parte que não tem como passar pela compostagem nem pela reciclagem. Sendo assim, uma sociedade sem resíduos sólidos (ou então com muito pouco) é possível, sim!


Por que devemos nos preocupar com o lixo, afinal de contas? Vários motivos super simples. Os bens naturais são finitos, acabam se a gente não souber preservar. O sistema de produção vigente é linear (extração – produção – descarte), em oposição ao sistema cíclico da Terra (ciclos da água, do oxigênio, do carbono, etc.). A onda doentia de consumismo aumenta diariamente a quantidade de “lixo” produzida no mundo e, como a Terra é finita, os espaços são limitados. O descarte aumenta, mas o planeta não. 

Além da questão ambiental, tem-se ainda a parte econômica e social. O índice baixíssimo de reciclagem faz com que o país perca oito bilhões de reais por ano. O trabalho de catadores nos lixões é insalubre e em total desacordo com os direitos humanos. As fábricas de reciclagem e de reuso de materiais geram muitos empregos dignos e de fundamental importância. Já pensou se ninguém passasse na sua casa, na sua rua, para recolher os resíduos? Como os materiais poderiam voltar para a cadeia produtiva se ninguém os separasse? 

Por tudo isto é imprescindível que cada um faça a sua parte no cuidado com a nossa grande casa que é o planeta Terra. Consumir conscientemente e com responsabilidade, fazer compostagem, separar os materiais recicláveis e garantir que eles tenham o destino correto (é importantíssimo não misturar material orgânico com recicláveis, pois os dois juntos viram um rejeito sem utilidade). 

Agora, de volta ao título do post. Juventude Lixo Zero é um movimento em prol de uma sociedade sem lixo, em que os materiais orgânicos viram adubo e os materiais recicláveis são reinseridos na cadeia produtiva, potencializando ao máximo o reaproveitamento de resíduos e a redução ou fim do encaminhamento do lixo para os aterros sanitários. É derivado do movimento Lixo Zero, que surgiu na década de 1970. A vertente jovem (Zero Waste Youth em inglês) nasceu no Brasil em 2011. 

A Aliança Internacional do Lixo Zero (Zero Waste International Alliance – ZWIA) diz que o conceito Lixo Zero representa um objetivo ético, econômico, pedagógico, eficiente e visionário com foco na orientação da sociedade para a mudança do estilo de vida e para práticas que incentivem a sustentabilidade. Ser Lixo Zero é evitar a geração de lixo e responsabilizar-se pelo encaminhamento correto dos resíduos e pela redução do consumo e tomar consciência sobre os resíduos sólidos com a finalidade de promover a logística reversa, redução da poluição, economia de água e energia, conservação da natureza e inclusão social.

Lembra que eu disse que iria participar do 1º Congresso Juventude Lixo Zero que aconteceu neste fim de semana passado em Joinville? Eu participei e tenho uma ótima notícia para compartilhar!! E um convite também...


Gostou, mora em Blumenau ou região e quer fazer parte da Juventude Lixo Zero na cidade? Entre em contato aqui pelo blog ou pelas redes sociais e bora fazer a diferença por um mundo melhor! 

2 comentários:

Oi, tudo bem? Obrigada por passar aqui! O que achou do post? Comente aqui embaixo e participe da conversa.

© 2013 Sustenta Ações – Programação por Iunique Studio