Cuidado com receitas caseiras

Por Letícia Maria Klein •
18 abril 2018
Digo por experiência própria. Quando eu conheci o lixo zero e suas tantas possibilidades, me apaixonei pelas receitas de produtos de higiene, limpeza e cosméticos que podemos fazer em casa. As vantagens incluem um produto mais natural, sem químicos prejudiciais e menos embalagens, além de te permitir saber tudo que vai na composição.


Mas existem algumas ressalvas na hora de fazer e usar produtos caseiros. É muito importante atentar para os ingredientes utilizados, a função de cada um na receita e como seu corpo responde ao produto feito em casa.

A Cristal Muniz já falou sobre os principais erros na hora de fazer seu cosmético em casa, como, por exemplo, não entender o papel de cada ingrediente. Além da produção, acrescento que é fundamental acompanhar como seu corpo reage aos produtos de higiene e beleza que você faz, pois existem várias receitas na internet, mas você é único. Cada corpo é um corpo e é preciso prestar atenção às particularidades do seu. 

No meu caso, percebi os efeitos há algum tempo, mas acabei demorando mais do que devia para mudar de atitude. Fiz e usei por mais de dois anos uma pasta de dente caseira feita com bicarbonato de sódio, óleo de coco e óleo essencial. É uma receita muito divulgada nos blogs sobre lixo zero e muitas pessoas usam e adoram. Funciona, mas não deu certo para mim. Eu tenho problema de retração e a pasta acabou intensificando o caso. Variei na quantidade de bicarbonato e óleo essencial e fui intercalando com outras pastas, mas o efeito continuou.

Conversa com o dentista

Esta semana fui ao dentista e conversei com ele sobre minhas tentativas. Ele me explicou algumas coisas e me alertou que o problema de retração piorou e que só tem um creme dental que contém o ativo necessário para a minha situação. Assim, vou precisar aposentar a pasta caseira e as outras que tentei nesse tempo para que eu possa recuperar e manter minha saúde bucal.

Falei para o meu dentista que uma das minhas motivações ao começar a usar a pasta de dente caseira tinha sido a questão ambiental, visto que a embalagem da pasta não tem muito mercado para reciclagem (pelo menos aqui onde eu moro o material não é coletado).

Ele se mostrou preocupado e ficou de entrar em contato com o fabricante da marca recomendada, além de procurar se informar e participar do programa de reciclagem da TerraCycle para escovas de dente e embalagens de produtos de higiene bucal. Se der certo, será um grande passo e terei aonde levar os tubos das pastas que usar.

Às vezes, perde-se um pouco num lado para ganhar mais de outro. A luta pela conservação do nosso planeta precisa ser feita com respeito, amor, equilíbrio, cuidado e responsabilidade, a começar por nós mesmos. Se o nosso meio e nossas relações são reflexos do estado interior, é preciso estar bem consigo mesmo em primeiro lugar. Bem de corpo, mente e espírito.

Além disso, vale lembrar que cada passo dado é uma conquista e que a natureza não dá passos largos. Mais vale mudanças pequenas solidificadas ao longo do tempo do que uma grande modificação que se desfaz no primeiro obstáculo. 

Vou continuar fazendo produtos caseiros e incentivo você a fazer os seus. É importante e libertador. Só que eu vou precisar abdicar da pasta de dente porque não me fez bem. Tentei, motivada pela causa e pelo que eu acredito, mas precisei reconhecer quando não deu certo e passou a me fazer mal.

Se for o caso de você tentar e também lhe prejudicar de alguma forma, pesquise mais, converse com outras pessoas, procure especialistas (afinal, eles entendem mais do assunto), tente outras alternativas, suspenda o uso. Dê tempo ao tempo e a você mesmo. Não se culpe se algo não sair conforme o planejado ou esperado. Acredite, a culpa é um peso desnecessário e só retarda nosso aprendizado. 

Nessa trajetória de aperfeiçoamento, faça tudo que fizer com responsabilidade. Afinal, é você quem responde por sua própria vida. Por experiência própria, aprendi que anular a si mesmo não leva ninguém a lugar algum, muito menos a melhorar o mundo.

0 comentários:

Postar um comentário

Olá, muito obrigada por passar aqui! Contribua com a postagem e deixe um comentário!

© 2013 Sustenta Ações – Programação por Iunique Studio