Zarpando em 3,2,1...

Por Letícia Maria Klein •
26 agosto 2016


“Aprendizagem transformacional através de uma vida sustentável” é o lema da Schumacher College. E é pra lá que eu vou! Depois de um ano e meio, o sonho que se formou na minha mente vai finalmente virar realidade! Neste domingo embarco para a Inglaterra para estudar e conviver na Schumacher College, uma referência em sustentabilidade, onde a gente aprende por transformação, através da vivência.



Estudantes, professores e colaboradores da faculdade vivem em comunidade, divididos em grupos de tarefas responsáveis pela agricultura, alimentação, limpeza, organização e assim por diante, estudando e trabalhando em prol de soluções para um planeta em crise. Perfeito para compreender e exercitar a coletividade, potencializando individualidades em detrimento do individualismo. Cada um fazendo o seu melhor para que todos prosperem.



Na parte de alimentação, por exemplo, a escola tem a própria horta, criação de galinhas para ovos orgânicos, alimentação vegetariana. Para suprir a demanda, o restante dos alimentos é obtido de produtores locais. Pães orgânicos feitos todos os dias e queijos orgânicos de vaquinhas felizes, criadas soltas e com dignidade, também estão no cardápio. A escola também atende dietas especiais, como sem glúten, sem lactose, sem derivados de leite e vegana.



A riqueza cultural é outra beleza da Schumacher, pois há pessoas de todas as partes do mundo estudando lá. No meu curso, por exemplo, tem gente do Brasil, da Inglaterra, da Suíça, da França, dos EUA, do Japão e outros. Falando no curso, o que eu vou fazer é o PG Certificate em Ciência Holística (certificado de pós-graduação), que convida seus estudantes a “olhar para além dos limites da ciência tradicional para resolver os problemas ecológicos e sociais de hoje”, mergulhando em sistemas, teorias da complexidade e do caos, ecopsicologia e ciência de qualidades.



A faculdade oferece cinco cursos de mestrado, aprovados pela Universidade de Plymouth, e também cursos de curta duração. Cada turma tem no máximo 17 acadêmicos, para garantir a qualidade do aprendizado. Os professores usam diversos métodos de ensino e avaliação e as aulas expandem os limites da sala, incluindo passeios a campo por bosques, montanhas e parques. Além disso, alguns profissionais renomados em seus campos são convidados a lecionar, como o físico Fritjof Capra, autor de A Teia da Vida (ele vai estar lá neste ano, ahhhhh!!!).

Para resumir: PA-RA-Í-SO. Todos com quem eu falei ou soube de suas histórias dizem que o lugar não tem igual, é uma experiência fantástica, transformadora. Estou imensamente empolgada, ansiosa, com frio na barriga, de poder viver essa realidade e absorver o máximo possível. Venham, experiências, novas amizades, conhecimentos e aprendizados, venham! Venham, novos horizontes, novas perspectivas, novos caminhos, venham!

Vou procurar trazer o máximo que conseguir de lá para você, aqui no blog, em textos, imagens e vídeos no canal, então acompanhe as redes sociais para saber de todas as novidades! Até breve, diretamente de Totnes. ;)

2 comentários:

  1. Denise Diehl8/26/2016

    Parabéns Lê, muitas realizações e desafios. Muito orgulho.

    ResponderExcluir
  2. Letícia Maria Klein8/27/2016

    Muito obrigada, dinda! 😃👍
    Com certeza será uma experiência maravilhosa.
    Beijo.

    ResponderExcluir

Olá, muito obrigada por passar aqui! Contribua com a postagem e deixe um comentário!

© 2013 Sustenta Ações – Programação por Iunique Studio