O que você faz com seu jeans velho? Elas fazem bolsas

Por Letícia Maria Klein •
26 julho 2013

Tudo começou numa feira de artesanato em junho de 2011. Três amigas combinaram de passear na feira, conhecer os produtos, dar uma volta. Elas já estavam aposentadas na época, depois de terem sido colegas de trabalho por muitos anos. Aposentadoria é legal, mas sabe como é, não dá pra parar de vez, ficar em casa escutando a grama crescer. Elas queriam um novo trabalho, uma nova atividade para voltar à ativa e foi na feirinha que tiveram a ideia. “Que tal criar um grupo de artesanato com as colegas aposentadas?”. Grande parte do material elas já tinham, o que fez a ideia do artesanato ser tão bem-vinda: ela surgiu da vontade de reaproveitar tudo aquilo que poderia ter ido parar na lata de lixo. Pra começar, mandaram um e-mail para todas do grupo de aposentadas, mais ou menos 30 mulheres, pra falar da ideia e ver quem tinha interesse. De todas, que se reúnem uma vez por mês para trocar figurinhas, só uma apareceu. Problema? Que nada! Maravilha! Foi fácil escolher o nome! Artesanato Entre 4 Amigas é tudo de bom! 


Uma delas, Margarida Schneider, é quem tinha muito material. Uma amiga dela tem confecção e sempre sobra muita malha. Para não ver tecido bom virando lixo, Margarida sempre pegava as malhas, que foram entulhando na casa dela. Agora, com as outras três amigas, as malhas seriam finalmente reaproveitadas. No começo, Margarida e Ivone Stockmann criavam bolsas e casinhas para bichinhos de estimação, enquanto Nádia de Vargas e Gislaine Wachter faziam colares e enfeites. Foi assim por dois meses, quando elas viram que o negócio podia melhorar. Elas sentiram a necessidade de criar produtos que envolvessem as quatro, pois cada uma gostava de fazer uma coisa diferente. Sabe o jeans do título? É aqui que ele entra. Calças que não servem mais saíram do guarda-roupa para a máquina de costura. Como elas não tinham tantas calças assim, foram atrás de brechós que tivessem. Um deles tinha muitas, que foram transformadas em shorts. “Não joguem as pernas fora, não! Nós queremos”. Conhecidos, parentes e amigos também doaram suas calças. 

O estoque foi crescendo e o processo de produção estava esquematizado. Margarida costura a bolsa e as alças. Estas são feitas pela Ivone, que também costura se as alças precisarem ser presas à mão. Tá faltando algo na bolsa jeans... Pode deixar que Nádia e Gislaine dão um jeito. Nádia faz os enfeites (fuxicos, borboletas, flores), alguns de tricô ou crochê, e Giza decora as bolsas. A decoração tem os enfeites, retalhos de tecidos, botões, cordões de cadarço, fitas. A maioria deles é reutilizada. Apesar do principal material ser o jeans, as malhas da confecção da amiga de Margarida ainda são usadas. Alguns retalhos se transformam em fuxicos e outros enfeites para a bolsa. O que sobre, maior parte na verdade, não vai pro lixo. Mensalmente, elas enviam para o oeste do estado, onde Margarida tem família, uns três sacos grandes com as malhas e a pastoral da criança da cidade de Catanduvas reaproveita. Nada é descartado!

Margarida costurando

Claro que elas compram algumas coisas, como grandes pedaços de tecido quando os pequenos não ajudam e o que Giza precisa pra decorar as bolsas. Mas a porcentagem é bem pequena. E os tecidos não são comprados em lojas especializadas. As amigas vão àquelas lojas que vendem por quilo os retalhos de tecido descartados pelas fábricas. O negócio é reutilizar, minha gente! Já deu pra perceber que quase toda a bolsa é feita de material reaproveitado, né. Especificamente, 90% dela!!! Super ecológica! O restinho são os botões e companhia. Até os potes que guardam os enfeites são reutilizados: tubos de bolinhas de tênis, esporte que o filho de uma delas pratica. 

Esta é a minha, que ganhei de presente. 
Foi como conheci o grupo

“Depois que você absorve a questão da sustentabilidade, não dá pra não pensar no meio ambiente”, diz Giza. Para elas, o trabalho mostra como é possível fazer coisas bonitas a partir de produtos que já existem e que iriam para o lixo. Com uma calça jeans elas fazem em média duas bolsas. E bastam dois encontros para as bolsas ficarem prontas. Além da sustentabilidade, outra motivação para o projeto é o lado social. Os encontros, realizados uma vez por semana, são uma forma delas manterem a amizade e são também uma terapia, como diz Nádia, para quem passou a vida toda lidando com o público. Trabalho e lazer se misturam numa atividade que rende ótimos resultados: a amizade continua firme e o meio ambiente agradece. Agora, depois de dois anos, elas querem começar a vender pela internet e achar um local que possa vender as bolsas aqui em Blumenau. Se você gostou, o blog delas tem um monte de modelos lindos, coloridos e bem variados. Bateu uma curiosidade de saber como é o processo de produção? Confira no vídeo abaixo que eu fiz (é meu 1º para o blog, espero que gostem).



Muito legal, né! Eu adorei. E você, gostou do trabalho? Compraria uma bolsa feita Entre 4 Amigas? Já tem produtos que foram feitos a partir de materiais reaproveitados? Compartilhe sua opinião nos comentários!

10 comentários:

  1. Anônimo7/26/2013

    Muito bacana seu artigo! Os trabalhos das minhas amigas são maravilhosos - já adquiri uma bolsa também.
    Parabéns a todas!
    Eva
    evanilda_kreuch@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eva!
      O trabalho delas é lindo mesmo e o meio ambiente é quem mais sai ganhando.
      Obrigada por comentar!

      Excluir
  2. Anônimo7/29/2013

    Olá, conheço as bolsas, execelente trabalho que além de proporcionar horas de lazer as amigas proporcionam alegria aos olhos de quem as ve e usa. Parabéns pela reportagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, muito obrigada!
      O trabalho delas é ótimo mesmo, com belos resultados.
      Obrigada por comentar!

      Excluir
  3. Anônimo7/31/2013

    Letícia, adorei sua matéria e achei ótima a maneira de você abordar o assunto sustentabilidade e como mostrou muito bem nosso trabalho da confecção das bolsas. Acho que você tem uma maneira muito genial de se expressar e de fazer as coisas acontecer. Tenho certeza que como jornalista vai se sair muito bem e vai deixar muito mais que uma "marquinha" na contribuição de um planeta melhor.Beijão.Margarida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, Margarida, muito obrigada!! Foi um prazer conhecer vocês e mostrar o excelente trabalho. Agradeço também por terem me recebido tão bem. Desejo muito sucesso a vocês!
      Beijo. =)

      Excluir
  4. Anônimo8/01/2013

    Letícia parabéns! Amamos a matéria, ficou ótima! Ficamos felizes, foi um incentivo para dar continuidade ao nosso trabalho contribuindo para um mundo melhor. Agradecemos a oportunidade e junto com ela tivemos o prazer de conhecer uma "menina" linda, meiga e alegre que está fazendo a diferença abraçando uma causa nobre para ajudar nosso planeta.
    Que Deus te abençoe!
    Ah, apareça mais vezes para curtir a tarde conosco!
    beijos cheios de carinho
    Gisa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho, Giza! Fico feliz que tenham gostado da matéria. Torço muito por vocês e agradeço de montão a oportunidade que vocês me deram de mostrar este trabalho de artesanato tão rico e importante para o meio ambiente!
      Beijo.
      =]

      Excluir
  5. Anônimo8/03/2013

    Oi Lê, parabéns. Ficou muito bonita a matéria. Vai longe menina com tua dedicação, és muito competente. Fico muito feliz e orgulhosa de ti. Ás Quatro Amigas desejo muito sucesso, merecem. Beijos. Denise.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi dinda, muito obrigada!!! Fico muito feliz com suas palavras =)
      Beijos.

      Excluir

Olá, muito obrigada por passar aqui! Comente o que achou da postagem e em breve respondo.

© 2013 Sustenta Ações – Programação por Iunique Studio