Loading Quotes...
05 dez
2017

Ideias para um Natal sustentável

Já ficou batido dizer que o ano passou voando, mas ele pode terminar de forma linda e sustentável (e sem correria). O Natal é uma data que nos fala sobre celebração da vida, renovação, amor e união, mas acabou se tornando extremamente comercial e legitimadora do consumismo. Por isso separei algumas dicas e sugestões para deixar seu Natal sustentável, repleto de significado e sem lixo.

Momentos com a família

Como o Natal é uma data bem familiar, nada melhor do que reunir seus parentes para desfrutar de momentos juntos. Vocês podem se reunir para preparar a ceia natalina, fazer biscoitos confeitados, bolo de frutas cristalizadas, pão doce. Prefira ingredientes orgânicos e a granel, que fazem bem para o seu corpo e o ambiente. Como não vamos conseguir todos os ingredientes sem embalagens, escolha as que podem ser reutilizadas ou que são recicláveis (e recicladas na sua cidade). Os momentos culinários podem ser embalados (com o perdão do trocadilho) por músicas típicas desta época, que harmonizam o momento e deixam tudo mais mágico.

família cozinhando no Natal

A partir desta semana muitas pessoas começam a enfeitar suas casas, instalar luzinhas, montar árvores de Natal. Que tal usar a criatividade, restos de tecidos, roupas bem velhas e embalagens reutilizáveis para criar enfeites natalinos, como guirlandas, penduricalhos para a árvore e objetos de decoração? É uma forma de aproveitar o que seria descartado e ter um momento divertido em família, com conversas e descontração. Essa criação coletiva e sustentável também vai ajudar na poupança, pois vocês não vão precisar comprar enfeites novos.

Presentes lixo zero

Para aqueles que gostam de presentear, é muita linda a ideia de dar alguma coisa feita por você e embrulhada numa embalagem sustentável e até reaproveitada, como cestas, panos (com a técnica japonesa de furoshiki), potes de vidro ou caixas decoradas. Pensando em quem você quer agradar com um presentinho, você pode fazer comida (bolo, biscoitos, panetone), cosméticos naturais (creme, sabonete, tônico), roupas e outros objetos a partir de retalhos de tecidos ou outra coisa que seja a carinha da pessoa.

Você também pode dar uma cesta de produtos naturais comprados granel, em vidrinhos, um vaso com temperos plantados, um kit lixo zero ou mesmo algo seu que a pessoa já deu a dica que gostaria de ter, como um livro ou uma peça de roupa. Não é porque é usado que não é presente. Ao contrário, presentes com história podem ser mais significativos e tocantes. Outra dica de mimo sem embalagem e “abstrato” é um que eu costumo dar para aniversariantes: experiências. Uma massagem, um vale-cinema, ingresso para algum parque ou evento, enfim, algo diferente, que ninguém espera, mas que vai ficar na lembrança de quem recebe.

Natal solidário

Além de amor e união, o Natal também inspira boas ações, generosidade e doação de si em prol do outro. Entrando nessa sintonia (que pode te acompanhar o ano inteiro), você pode reverter o dinheiro de presentes físicos para causas que aquecem o seu coração e daqueles que recebem o seu carinho e sua boa intenção. Você pode ajudar uma ONG, um projeto de financiamento coletivo, instituições carentes. A doação não precisa ser só em forma de dinheiro. Você pode doar alimentos, roupas que não usa mais, brinquedos que seu filho deixou de lado. Você e sua família podem inclusive fazer uma limpa na casa juntos, assim você ensina a criança a desapegar e ser solidária. Vocês podem também doar seu tempo. Passar um dia em família em alguma instituição, fazendo voluntariado, é aquele tipo de presente que você dá e recebe ao mesmo tempo, que não tem preço, mas tem um valor inestimável.

trabalho voluntário

Desejo-lhe um Natal com muito amor, tranquilidade, respeito e renovação!

Nenhum comentário



Assuntos:
Categorias
Atitudes e práticas sustentáveis Consumo consciente Diário de bordo - Romênia Diário de bordo - Schumacher College Eventos sobre meio ambiente e sustentabilidade Juventude Lixo Zero Passeios na natureza Preservação ambiental Problemas ambientais Resenhas de livros e filmes Sem categoria